Criptomoeda: para que serve?

SABE

Blog

voltar

Criptomoeda: para que serve?

31/05/2022

“Acreditar que moedas privadas, como os criptoativos, possam, em condições normais, substituir moedas emitidas e garantidas por Estados nacionais soberanos é desprezar não apenas a teoria econômica como também a história monetária dos últimos séculos. Além disso, trata-se de uma visão libertária ingênua, como se os Estados pudessem impunemente renunciar ao seu inerente monopólio de emissão de moeda.”

Gustavo Loyola, ex-presidente do BC

Criptomoeda: para que serve?

Na semana encerrada em 27/Mai, o Ibovespa subiu 3,2%, fechando com 111.942 pontos.

Em 2022, o índice sobe 6,8%, em forte recuperação, com valorização superando a renda fixa com 4,3%, medida pelo CDI.

Nos EUA, o principal indicador do FED para a inflação desacelerou em abril, em linha com o consenso, em um sinal de que os aumentos de preços mais intensos em 4 décadas podem estar perdendo força nos EUA. Segundo o Birô de Análise Econômica dos EUA, a inflação do Consumo Pessoal, medida pelo PCE, aumentou 0,2% em abril, desacelerando dos 0,9% computados em março e levemente abaixo do consenso de alta de 0,3%.

Curso Sem Medo de Investir na Bolsa


Aqui, a compensação negociada com Estados e Municípios pela redução do ICMS sobre os combustíveis e a energia elétrica pela perda de arrecadação é uma prova de que está valendo empurrar o problema fiscal para 2023.

Analistas políticos são unânimes em apontar a inflação e as dificuldades econômicas como o “calcanhar de Aquiles” da reeleição, uma situação sem solução fácil à vista, que, no desespero de causa, pode acabar estimulando medidas fora da cartilha.

Abordando agora o tema central deste blog, vale dizer que criptomoedas não têm desempenhado papel econômico algum, exceto como meio de especulação e de operações duvidosas. Para Gustavo Loyola, ex-presidente do BC, “Baseando-se na inovadora tecnologia do “blockchain”, e vendidos como a nova maravilha do mundo, os criptoativos - chamados proposital e equivocadamente de criptomoedas - tomaram conta do mercado financeiro, com ofertas de produtos cada vez mais complexos, mirabolantes e opacos, beneficiando-se de um longo período de taxas de juros reais negativas e também da lerdeza dos governos em regular a emissão e a negociação dessa categoria de ativos.

O momento atual da COVID-19

Novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil divulgado pelo consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das Secretarias Estaduais de Saúde, consolidados às 20h de domingo (29 de maio). Fonte: G1. Saiba mais...

Notícias relevantes

No link abaixo você pode acessar uma compilação de notícias consideradas destaques relevantes por nosso time, visando auxiliar o nosso estimado leitor a compreender o recorrente “quebra-cabeças” do mercado de capitais brasileiro.

Segue o link para download do Relatório “A Bolsa na semana”: https://bit.ly/3t6h5ga

Desempenho do Ibovespa

O Ibovespa encerrou a última semana no dia 27 de maio registrando 111.942 pontos, equivalente a menos 18.834 pontos (- 14,4% em moeda local) abaixo da marca recorde de 130.776 pontos registrada no fechamento do pregão de 7/06/2021. Neste ano de 2022 o Ibovespa está subindo 6,8%.

A tendência primária (longo prazo) do Ibovespa continua em ALTA, mesmo com a elevada volatilidade e incerteza do momento, tanto no plano econômico quanto no cenário político. No curtíssimo prazo (últimos 21 pregões) a tendência do principal índice da bolsa se reverteu para ALTA.

Veja a seguir o desempenho da bolsa brasileira, medido em pontos, pelo Ibovespa e pelos índices das carteiras B3 de Dividendos (IDIV), Small Caps (SMLL) e Sustentabilidade (ISE), em diferentes intervalos de tempo. Observe que, mesmo com a queda provocada pela onda de incerteza com a Covid-19, no longo prazo, a variação dos quatro índices, à exceção do ISE,  supera DE LONGE a renda fixa, com variação positiva de mais de 71%, contra 32% do CDI. Com a Selic a 12,75% aa, a renda fixa volta ao radar dos investidores de curto prazo, mas a renda variável ainda continua sendo a protagonista do mercado de longo prazo, como sempre enfatizamos neste blog.

Perceba, estimado leitor, que o índice que teve o melhor desempenho no longo prazo foi o IDIV,com alta de 103%. Perceba também que o IDIV é o que tem o melhor desempenho em 2022, com alta de  7%.

O conjunto de estatísticas mostrado ajuda o leitor a perceber os movimentos cíclicos da bolsa brasileira, em especial sobre os que têm (e os que não têm) fundamento técnico. 

Confira a evolução do “termômetro da bolsa” no gráfico abaixo e perceba as tendências (linha pontilhada em amarelo) e as volatilidades do Ibovespa no longo prazo (cinco anos) e no curtíssimo prazo (últimos 21 pregões):


Conheça o SABE Intelligence e o SABE Portfolio e aprimore o desempenho da sua Carteira de Ações

Estamos aqui para auxiliá-lo a selecionar empresas de qualidade sólida e desempenho consistente, que criam valor para todos os seus stakeholders, com nossos relatórios SABE Intelligence e SABE Portfolio. Conte conosco!

Dentre as alternativas de aplicações com maior risco, as Ações de Companhias com qualidade de gestão e desempenho destacado no longo prazo, as chamadas “SABE Campeãs”, trazem excelentes oportunidades de investimentos.

SABE Intelligence


TERMO DE RESPONSABILIDADE (DISCLAIMER)

A SABE não pretende nem se dispõe a ensinar/instruir como investir no mercado de ações nem, muito menos, quais e quando comprar/vender ações: para isso recomendamos consultar a sua Corretora. SABE é o suporte imprescindível para quem já atua neste mercado ou já tomou a decisão de nele participar.

O SABE Alerta é apenas a “ponta de um iceberg” quando comparado ao acervo de informações que o Big Data SABE tem à disposição de investidores e gestores de investimentos em ações: são mais de 160.000 demonstrações financeiras padronizadas de TODAS as companhias abertas desde 1994. Além disso, produzimos uma verdadeira “enciclopédia” sobre as companhias listadas na B3 com mais de 490 newsletters publicadas, entre blogs e alertas ao mercado.

Luiz Guilherme Dias
SABE | Inteligência em Ações da Bolsa


Quer monitorar GRATUITAMENTE o desempenho da sua carteira de ações?
Conheça
 nosso APP:

SABE Invest - Google Play SABE Invest - App Store


Comentários