Futuro da economia: falta pouco!!!

SABE

Blog

voltar

Futuro da economia: falta pouco!!!

22/10/2018

“São três as coisas que podem garantir votos em uma eleição: favores, esperança e relações pessoais. Para ganhar os eleitores indecisos, você pode fazer-lhes pequenos favores. Em relação àqueles em quem você desperta a esperança, deve fazê-los acreditar que estará sempre a seu lado para ajuda-los. Deixe que eles saibam que você está agradecido por sua lealdade e que está muito grato pelo que cada um deles faz por você. Em relação aos que já o conhecem, você deve encorajá-los, adaptando sua mensagem à circunstância de cada um e demonstrando a maior gratidão ao apoio de seus seguidores”

Quinto Túlio –General e político romano, em memorando, “Pequeno manual sobre eleições”

Segundo matéria publicada no site BBC intitulada “Eleições 2018: Quais as propostas de Bolsonaro e Haddad para a economia”, o próximo presidente do Brasil vai assumir um complicado quadro econômico. Apesar de a recessão ter tecnicamente ficado para trás há mais de um ano, a retomada da economia está ocorrendo de forma lenta e seus efeitos não chegam a ser percebidos por muitos brasileiros. A taxa de desemprego, por exemplo, é de 12% - cerca de 13 milhões de pessoas estão procurando trabalho e outras 4,8 milhões desistiram de ir atrás de um novo emprego. Além disso, as contas públicas continuam desequilibradas. Este ano, o governo está autorizado a registrar déficit de até R$ 159 bilhões - valor que não inclui os gastos com juros da dívida.

No 2º turno das eleições presidenciais, os eleitores vão escolher entre dois projetos econômicos diferentes.

·  De um lado, Jair Bolsonaro (PSL), apesar de ter um histórico político de defesa da participação do Estado na economia, é hoje assessorado por um economista liberal, Paulo Guedes, que é a favor da redução do tamanho do Estado;

·  De outro, Fernando Haddad (PT), prevê um projeto econômico usando o Estado para gerar empregos e retomar o poder de compra dos mais pobres. Haddad também pretende fazer uma reforma tributária, cobrando mais impostos dos mais ricos. Leia mais...

Falta pouco para a sociedade brasileira conhecer os novos rumos da economia. Economistas de instituições financeiras consultados pelo Banco Central subiram a projeção de inflação no final de 2018 para 4,43% e mantiveram a expectativa de crescimento do PIB em 1,34%. Por outro lado, a projeção do dólar caiu para R$ 3,81 e a taxa de juros ficou mantida em 6,5% ao ano.

Na última semana a bolsa subiu 1,21%. No dia 19/out/2018 o Ibovespa fechou em 84.035 pontos. Em 2018 a bolsa está subindo 9,99%. Portanto, a bolsa continua “andando de lado”, com tendência de alta, mas forte volatilidade à espera da definição sobre o vencedor das eleições presidenciais.

Desde o pico histórico de 20/Mai/2008 de 73.516 pontos até o pico de 2018 de 87.652 pontos, percebemos um aumento nominal de 19% (em pontos) e uma queda de 39% em US$, refletindo o cenário ruim que a economia do país atravessa.

Veja a seguir o desempenho da bolsa brasileira medido pelo Ibovespa em pontos, em diferentes intervalos de tempo.

Insistimos acreditando que, com a SELIC no patamar de 6,5% ao ano, os investidores terão que buscar alternativas com maior risco, caso queiram obter retornos melhores. Para proteger o patrimônio, a renda fixa continua sendo uma boa alternativa, mas para ganhar dinheiro de verdade as ações são a melhor opção. Ocorrendo aumento dos juros em 2019, a busca por melhores retornos se tornará mais técnica e seletiva.

Como lembra o economista Lionel Robbins, “expectativas equivocadas estimulam investimentos inapropriados”. Dentre as alternativas de aplicações com maior risco, as Ações de companhias com gestão de qualidade e desempenho consistente no longo prazo, as chamadas “SABE Campeãs”, trazem excelentes oportunidades de investimentos. Quem não quiser gerenciar risco vai ter que se contentar com 0,50% de retorno ao mês! A mudança do paradigma Renda Fixa X Renda Variável, na nossa opinião, é uma questão de tempo...

O conjunto de estatísticas mostrado ajuda o leitor a perceber os movimentos cíclicos da bolsa brasileira, em especial sobre os que têm (e os que não têm) fundamento técnico. Confira a evolução do “termômetro da bolsa” no gráfico abaixo e perceba agora a semelhança entre as tendências de alta e as volatilidades do Ibovespa no longo prazo (quase cinco anos) e nos últimos 22 pregões:

Desempenho do Ibovespa no Longo Prazo e em 22 pregões 

Fonte: APLIGRAF I Elaboração: SABE©

Veja agora o SABE Alerta da semana passada publicou sobre as ações SMLS3 da Smiles que desabaram 38,84%, após a Gol anunciar que pretende realizar uma reestruturação societária para incorporar sua empresa de programa de fidelidade.

Gol rompe fidelidade com Smiles!!!

A SABE não pretende nem se dispõe a ensinar/instruir como investir no mercado de ações nem, muito menos, quais e quando comprar/vender ações: para isso recomendamos consultar a sua Corretora. SABE é o suporte imprescindível para quem já atua neste mercado ou já tomou a decisão de nele participar.

Promo SABE Invest


O SABE Alerta é apenas a “ponta de um iceberg” quando comparado ao acervo de informações que o Big Data SABE tem à disposição de investidores e gestores de investimentos em ações: são 120.000 demonstrações financeiras padronizadas de TODAS as companhias abertas desde 1994 e os preços de suas ações ajustadas dos últimos cinco anos.

Conheça o SABE Intelligence, a maneira revolucionária de selecionar empresas saudáveis com a inteligência artificial e tomar decisões de investimentos em ações com maior probabilidade de acerto.

Luiz Guilherme Dias
SABE | Inteligência em Ações da Bolsa

Comentários