Bolsa “anda de lado” com futuro nebuloso!

SABE

Blog

voltar

Bolsa “anda de lado” com futuro nebuloso!

25/06/2018

“O futuro me preocupa porque é o lugar onde penso passar o resto da minha vida”

Woody Allen, cineasta americano

A semana encerrada em 23/Jun/2018 repetiu o placar de 5 x 2 da semana anterior. Os impactos negativos na economia venceram novamente de enxurrada, criando um cenário mais nebuloso ainda para o próximo ano.

No plano doméstico, tivemos: Indefinição sobre o papel da Petrobras no futuro governo, Contas Públicas ameaçadas pelas concessões aos caminhoneiros, Reajustes de contas de luz acima da inflação com reservatórios em baixa e Decisão trabalhista do TST provocando um rombo de R$ 17 bilhões nas contas da Petrobras. No plano exterior aumentou o conflito comercial com a China provocado por Donald Trump, afetando as economias de diversos países, inclusive o Brasil.

Os impactos positivos vieram da manutenção da Selic em 6,5% ao ano e da opção de turistas brasileiros por viagens no país para reduzir gastos, em função do dólar alto.

Confira na tabela a seguir os principais destaques da semana e seus impactos na sociedade e na economia, extraídos da 1ª página do caderno de Economia do jornal O Globo:


Na última semana a bolsa “andou de lado”, refletindo a influência de fatores de risco como a incerteza das eleições no Brasil, a alta dos juros nos EUA e a preocupação com a guerra comercial entre EUA e China. Selic mantida em 6,5% ajudou. A volatilidade no curto prazo favorece o dólar, prejudicando as demais economias, especialmente a de países emergentes como o Brasil.

No dia 22/Jun/2018 o Ibovespa fechou em 70.640 pontos, bem abaixo do pico histórico de 20/Mai/2008 de 73.516 pontos. Em 2018 a bolsa está caindo 7,5%, retorno bem distinto ao do início de 2018. Até o fim de Fev/2018 o Ibovespa chegou a subir quase 12% no ano. Veja a seguir o desempenho da bolsa brasileira medido pelo Ibovespa em pontos, em diferentes intervalos de tempo.


Mesmo com o quadro caótico das últimas semanas, continuamos acreditando que, com SELIC mantida no patamar de 6,5% ao ano, os investidores terão que buscar alternativas com maior risco, caso queiram obter retornos melhores.

Dentre as alternativas com maior risco as Ações de companhias com gestão consistente, as “Campeãs”, trazem excelentes oportunidades de investimentos. Quem não quiser gerenciar risco vai ter que se contentar com 0,50% de retorno ao mês! A mudança do paradigma Renda Fixa X Renda Variável, na nossa opinião, é uma questão de tempo...

O conjunto de estatísticas mostrado ajuda o leitor a perceber os movimentos cíclicos da bolsa brasileira, em especial sobre os que têm (e os que não têm) fundamento técnico. Confira a evolução do “termômetro da bolsa” no gráfico abaixo e perceba a expressiva diferença entre as volatilidades do índice no longo prazo e no curtíssimo prazo:


A SABE não pretende nem se dispõe a ensinar/instruir como investir no mercado de ações nem, muito menos, quais e quando comprar/vender ações: para isso recomendamos consultar a sua Corretora. SABE é o suporte imprescindível para quem já atua neste mercado ou já tomou a decisão de nele participar.

Promo SABE Invest


O SABE Alerta é apenas a “ponta de um iceberg” quando comparado ao acervo de informações que o Big Data SABE tem à disposição de investidores e gestores de investimentos em ações: são 120.000 demonstrações financeiras padronizadas de TODAS as companhias abertas desde 1994 e os preços de suas ações ajustadas dos últimos cinco anos.

Conheça o SABE Intelligence, a maneira revolucionária de selecionar empresas saudáveis com a inteligência artificial e tomar decisões de investimentos em ações com maior probabilidade de acerto.

Luiz Guilherme Dias
SABE | Inteligência em Ações da Bolsa

Comentários