Alertas para Pagadoras de Dividendos, Eletrobras, Fibria e Holdings

SABE

Blog

voltar

Alertas para Pagadoras de Dividendos, Eletrobras, Fibria e Holdings

07/02/2018

“Quando se trata de sua vida financeira, milhões de pessoas deixam o Sr. Mercado dizer-lhes como se sentir e o que fazer apesar do fato óbvio de que, de tempos em tempos, ele tem surtos de loucura"

Benjamin Graham – Autor do best seller “O Investidor Inteligente”

Nosso mercado tem um comportamento às vezes curioso. Em geral, existe de um lado uma forte aversão ao risco e de outro um também forte desejo de ganhos rápidos e fáceis. Várias pessoas que conhecem o mercado de capitais se aventuraram no Bitcoin, mas não investem em ações por considera-las de alto risco. Estranho, não?

Uma notícia recentemente divulgada por um importante site de notícias sugere aos investidores “2 setores para comprar na Bolsa antes da divulgação dos resultados de 2017”. Novamente fico pensando: por que investir em companhias sem antes conhecer seus resultados? Para os apostadores faz sentido, pois lembra “filar” a carta que entrou num jogo de pôquer”, o que, convenhamos torna a aposta mais excitante. Mas, para um investidor, nenhum sentido faz, comprar ações “no escuro”. Como não somos especialistas em finanças comportamentais, deixamos os comentários para nossos leitores interessados no assunto. Vamos aos fatos da semana que nortearam o comportamento da B3:

No longo prazo (cinco anos, de Mar/2013 a 02/Fev/2018), o Ibovespa valorizou 49,14%, abaixo da Renda Fixa, influenciado pelas altas taxas de juros praticadas no período. No médio prazo (2 anos) o Ibovespa subiu 93,87% e, no curto prazo (1 ano) subiu 39,54%, superando uma renda fixa bem remunerada. Já no curtíssimo prazo (últimos 21 pregões) o índice subiu 7,75%, ainda superando DE LONGE a renda fixa. Permita-me insistir nesse clichê, prezado leitor, mas o curioso é que tem gente que não gosta de investir em ações!!!

Entretanto, alertamos para a euforia com recordes atuais do Ibovespa que pouco significam quando olhamos a valorização desse índice no longo prazo em moeda americana.

O conjunto de estatísticas apresentadas ajuda o leitor perceber os movimentos cíclicos da bolsa brasileira, em especial sobre os que têm (e os que não têm) fundamento técnico. Confira a evolução do “termômetro da bolsa” no gráfico abaixo:

Desempenho do Ibovespa de Mar/2013 a 02/Fev/2018
Fonte: B3 + APLIGRAF I Elaboração: SABE©


Este artigo reúne os conteúdos dos blogs diários “SABE Alerta” publicados na semana encerrada em 02/Fev/2017.

·  SABE Alerta – Quais são as boas pagadoras de Dividendos?

A expectativa de que a recuperação da economia continue ganhando fôlego traz boas perspectivas para o mercado de ações brasileiro. Afinal, as empresas devem voltar a registrar lucro, depois de uma série de resultados ruins durante a recessão — e isso significa retomar o pagamento de dividendos. Saiba mais...

·  SABE Alerta – Eletrobras: Privatização toma lá, dá cá!

A privatização da Eletrobras já começou a provocar disputa no governo em torno de seu "espólio". Com orçamento de R$ 100 milhões anuais, o PROCEL pode ser assumido por uma estrutura governamental a ser criada, a ABDE (Agência de Desenvolvimento Energético). Saiba mais...

·  SABE Alerta – FIBRIA: lucro que assim é, se lhe parece.

É curioso como funciona o nosso mercado. Parece que há por conta dos intermediários e também da própria mídia especializada uma “aversão” às más notícias. Em nosso entender é importante o investidor, especialmente o iniciante, compreender o que está acontecendo com as empresas da bolsa. Não é o caso de focar as más notícias, mas sim as verdadeiras. Saiba mais...

·  SABE Alerta – Holdings investem mais, mas desempenho desaponta.

Dezesseis companhias abertas com ações na bolsa compõem o Setor de Holdings. Observando os números dos balanços dos nove primeiros meses de 2017, seis empresas deram prejuízo: Bahema, Cemepe, Habitasul, Itaitinga, JB Duarte e Telebras, sendo que só a primeira deu lucro nos 9M2016. Saiba mais...

e-Book


A SABE não pretende nem se dispõe a ensinar/instruir como investir no mercado de ações nem, muito menos, quais e quando comprar/vender ações: para isso recomendamos consultar a sua Corretora. SABE é o suporte imprescindível para quem já atua neste mercado ou já tomou a decisão de nele participar.

O SABE Alerta é apenas a “ponta de um iceberg” quando comparado ao acervo de informações que o Big Data SABE tem à disposição de investidores e gestores de investimentos em ações: são 120.000 demonstrações financeiras padronizadas de TODAS as companhias abertas desde 1994 e os preços de suas ações ajustadas dos últimos cinco anos.

Conheça o SABE Intelligence, a maneira revolucionária de selecionar empresas saudáveis com a inteligência artificial e tomar decisões de investimentos em ações com maior probabilidade de acerto.

Luiz Guilherme Dias
Equipe SABE Inteligência em Ações

Comentários