SABE

notícias

Mineração e Siderurgia lideram valorização

26/07/2021

A evolução dos preços das ações Sid Nacional ON (CSNA3), Gerdau PN (GGBR4), Usiminas PNB (USIM5) e Vale ON (VALE3) confirmam a alta de um “superciclo” de commodities com valorizações expressivas, tanto em 2021 quanto nos últimos 5 anos, superando muito de longe o Ibovespa, cuja variação neste ano até o dia 23 de julho foi de apenas 5,07% e ao longo de 5 anos foi de 119,38%.

continue lendo -->

IPOs mais seletivos

19/07/2021

Diferentemente do que ocorreu no começo do ano, quando houve um volume muito forte de IPOs e follow-ons com preços considerados excessivamente elevados, agora as ofertas parecem mais acessíveis. E a combinação de empresas de maior qualidade e preços mais adequados deve justificar uma demanda mais aquecida em boa parte das operações. As empresas são boas e os preços, mais justos. “No começo do ano, o poder estava nas mãos das empresas; agora, parece que voltou para as mãos dos fundos”, diz um profissional do mercado.

continue lendo -->

Selic em alta ameaça ação?

12/07/2021

Com juros em baixo nível histórico (4,25% aa) o mercado se abriu para renda variável. Até meados da década passada a Selic superava facilmente os 15% ao ano. Era uma festa para os rentistas e uma verdadeira tragédia para o setor produtivo e para o mercado de capitais, que em um mundo de ganhos sem riscos, simplesmente não tinham espaço para se desenvolver. Os tempos da vida fácil das aplicações em renda fixa com alto retorno, baixo risco e alta liquidez, ficaram para trás ou retornarão com a alta da Selic?

continue lendo -->

Tributar dividendos: um tiro no pé!

05/07/2021

Ao optar por investimento em uma empresa, o investidor almeja retorno, que se efetiva por meio da distribuição de dividendos. Esses, por sua vez, têm seu valor afetado pela tributação no lucro e na distribuição. Portanto, surgem três possibilidades: a tributação exclusivamente no lucro ou na distribuição dos dividendos, ou em ambos os casos. A opção por uma dessas formas de extração tributária é uma questão estritamente técnica, e, portanto, deve ser muito bem pensada, sob pena de se tornar “um tiro no pé”.

continue lendo -->

Incerteza: a única coisa certa

28/06/2021

Um dos papéis essenciais do conselho de administração consiste em refletir sobre objetivos futuros da organização em que atuam antecipando riscos e vislumbrando oportunidades. Essa tarefa só pode ser realizada adequadamente a partir de ponderação contínua sobre a estratégia. Sem tirar os méritos indiscutíveis da cantora Anitta estará ela capacitada a atuar como membro do conselho do Nubank? Essa pergunta deve ser dirigida ao IBGC.

continue lendo -->

ESG: tendência ou modismo?

21/06/2021

Medir o “valor ESG” e quanto dele é criado ou destruído pela Amazon está longe de ser simples. Pelo menos por enquanto, a Amazon opera uma infraestrutura global compartilhada: ela molda o futuro do local de trabalho com seus robôs; ela povoará os céus com seus drones; seu site vai determinar quais setores prosperam e quais ficam de lado. Para se manter líder, a Amazon terá forçosamente que respeitar seus stakeholders, aí incluídos os governos dos países onde atua e os seus colaboradores.

continue lendo -->

Educação financeira e investimentos

14/06/2021

A SABE está lançando o “Programa de Educação Financeira para Universitários” com foco em investimentos em ações. Com o nome SABE Invest, o Programa se pauta no slogan “Quem SABE, Investe Melhor”, trazendo uma nova forma de investir em ações, reunindo teoria e prática com apoio de ferramentas de base tecnológica, incluindo: Aplicativos, Cursos, Canal de Orientação, Games.

continue lendo -->

Por que ações sobem/caem sem fundamento?

07/06/2021

Você investe em empresas ou em ações? Se uma empresa vai bem, tem bons fundamentos, é natural que sua ação valorize, mas não é assim que o mercado funciona: existem ações de empresas com bons fundamentos que caem e existem ações de empresas com desempenho ruim que sobem. Como o preço de uma ação negociada em bolsa é função da oferta e procura, num mercado como o nosso com altíssimo grau de especulação (e aposta!) o que importa é o ganho no curto (ou curtíssimo) prazo.

continue lendo -->

Crescimento de caixa alivia dívida!!

31/05/2021

Excluindo da amostra Petrobras e Vale para reduzir distorções, as dívidas líquidas cresceram em valor nominal 2,3% de R$ 2,19 tri para R$ 2,24 tri do 1T2020 para 1T2021. Ao mesmo tempo, a geração de caixa medida pelo EBITDA cresceu nominalmente 56,8%, de R$ 88 bi para R$ 138 bi, trazendo um alívio para as empresas. Olhando o grau de alavancagem financeira medido pela relação entre a dívida líquida e o EBITDA anualizado, percebemos uma queda próxima a 35% de 6,2 vezes para 4,1 vezes, num patamar ainda considerado como “alerta” para os analistas do mercado.

continue lendo -->

SABE Alerta

Assine e tenha acesso às melhores informações
para fundamentar suas decisões de investimentos em ações.