SABE

notícias

Dólar bate novo recorde!!

18/11/2019

O dólar fechou em alta de 0,16% contra o real na última quinta-feira (14/nov) em 4,1934 reais – ao segundo maior valor da história para um encerramento de sessão no mercado à vista.  A valorização da moeda americana ocorre em dia de enfraquecido apetite por risco no exterior em meio a preocupações com a saúde da economia global. Apenas a taxa de encerramento do dia 13/ set/2018 (4,1957 reais na venda) é mais alta.

continue lendo -->

O bafo quente da retomada da economia

11/11/2019

Em outubro, o alívio nas tensões comerciais entre China e Estados Unidos, junto à finalização da votação da reforma da Previdência, se refletiram não apenas nos recordes alcançados pelo Ibovespa, mas também no retorno, ainda que lento, do investidor estrangeiro.

continue lendo -->

Brasil: copo meio cheio ou meio vazio?

04/11/2019

Ao olhar a evolução da expectativa do mercado para o nível de atividade da economia brasileira, para uns o copo está meio cheio, para outros meio vazio. Percebe-se que, até março de 2019, a crença era de que o PIB tivesse um crescimento de cerca de 2,5% no total do ano de 2019. Mas, diferentemente do refletido no CDS e no EMBI+, as expectativas se deterioraram ao longo do ano.

continue lendo -->

Ibovespa bate novo recorde!!

28/10/2019

O Ibovespa em dólares está atualmente em 26.450 pontos, bastante distante do seu topo histórico de 44.200 pontos de 20/mai/2008, quando atingiu 73.516 pontos em moeda nacional. Se o Ibovespa voltar ao valor máximo em dólares atingido em 2008, o seu valor em reais seria de 180 mil pontos, um potencial de valorização de cerca de 67%!! Mas este raciocínio só serve para avaliar o potencial de crescimento do índice, nada mais...

continue lendo -->

Juros negativos: a nova onda!!

21/10/2019

Já pensou se, em vez de pagar juros, o governo cobrasse para guardar o seu dinheiro? Em alguns países, isso acontece de fato. Enquanto os brasileiros ainda estão se adaptando a uma nova realidade na renda fixa, com a taxa básica (SELIC) no menor valor da história, de 5,5% ao ano, investidores na Europa e no Japão convivem com taxas de juros negativas há alguns anos. No Japão, a taxa está em -0,1% ao ano. Na Suíça, é -0,75% ao ano.

continue lendo -->

EUA X China: acordo ou trégua?

14/10/2019

A semana encerrada em 11/out/2019 foi marcada pela volatilidade dos mercados em função principalmente da arrastada guerra comercial entre EUA e China. Depois de ter rompido o suporte dos 100 mil pontos no dia 8/out, o Ibovespa subiu quase 2% na sexta-feira (11/out) e o dólar caiu 0,7% após EUA e China chegarem a novo “acordo” comercial.

continue lendo -->

Gigante pela própria natureza

07/10/2019

O Estado brasileiro participa de 637 empresas, mostra levantamento divulgado em 4/out pelo secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados, Salim Mattar. O número considera, além das 133 estatais federais já conhecidas, as participações acionárias dessas empresas.

continue lendo -->

Além do lucro dos acionistas

30/09/2019

Após seis anos agindo em suas empresas de forma corajosa, líderes empresariais estão cada vez mais querendo entender como podem, coletivamente, alterar o sistema, porque o sistema econômico em que vivemos é focalizado na criação de valor de curto prazo e incentiva comportamento de curto prazo, em que a definição de sucesso é baseada só no lucro financeiro.

continue lendo -->

Postura ‘dovish’ privilegia corte nos juros

23/09/2019

Em contraponto a uma postura dovish (do inglês dove, pombo), temos a postura hawkish (do inglês hawk, falcão). Quem congrega nessa escola da economia empenha maiores esforços para o controle da inflação, sendo menos sensíveis ao problema do desemprego e necessidade de crescimento econômico. Uma e outra postura tem reflexo direto em política de juros. Enquanto os doves praticam cortes nos juros, hawks defendem a manutenção de juros elevados.

continue lendo -->

SABE Alerta

Assine e tenha acesso às melhores informações
para fundamentar suas decisões de investimentos em ações.