Transporte e Logística - um setor em compasso de espera

SABE

notícias

voltar

Transporte e Logística - um setor em compasso de espera

24/05/2019

Depois de um 2017 com resultados abaixo do esperado, a expectativa das empresas de transporte e logística é de que o crescimento seja retomado a partir de 2019. Os primeiros meses de 2018 fecharam com o que se chama de lenta recuperação, gerando um otimismo cauteloso em relação aos resultados a serem alcançados no ano. Boa parte do sentimento aparece na Sondagem Expectativas Econômicas 2017, divulgada no fim de 2018 pela CNT (Confederação Nacional do Transporte). O estudo apontou que as empresas de transporte começaram a se recuperar da recessão econômica que afetou o País nos últimos quatro anos, mas que essa retomada ocorreu em ritmo mais lento do que o esperado.

A cautela reduziu as expectativas para 2019: a sondagem apontou que 54,8% das companhias esperavam um aumento maior do PIB em 2018, ao mesmo tempo que 38,9% delas acreditavam que a retomada do crescimento econômico só seria percebida em 2019. Para chegar a esse resultado, foram ouvidas 823 empresas de transporte rodoviário de cargas e passageiros, ferroviário de cargas, aquaviário (navegação marítima e interior), aéreo de passageiros e serviços e transporte urbano de passageiros por ônibus e metroviário. (Fonte: Estado de São Paulo).

O Setor de Transporte e Logística na B3

Fazem parte do setor de Transporte e Logística vinte e uma companhias listadas na B3. O setor inclui os segmentos de Aluguel de Carros, Logística e Transporte, este último incorporando os seus vários modais. Trata-se de um setor onde ocorre maior diversificação de receitas. Duas aéreas, Azul e Gol, junto com a CCR, concessionária de transportes terrestres, acumularam 37% do total das vendas do setor em bolsa em 2018.

Desempenho Econômico-Financeiro

Em termos gerais, o setor em bolsa apresentou em 2018 desempenho medíocre com resultados líquidos em queda, aumento da dívida líquida e redução do retorno aos acionistas. O crescimento do EBITDA ajudou a queda do grau de alavancagem financeira. Confira a seguir a performance do setor com números extraídos do Big Data SABE:

As receitas do setor cresceram 8,5% de 2017 para 2018. Os maiores crescimentos vieram de Locamerica (45%), Localiza (30%) e Trevisa (27%). Quatro companhias perderam receitas: Ecorodovias (1%), CCR (8%), Maestroloc (12%) e Arteris (12%).

O conjunto das companhias registrou em 2018 um lucro líquido total de R$3,3 bilhões, queda expressiva de 14,05 % em relação ao ano anterior. Apenas três empresas deram prejuízo: Maestroloc, Arteris e Gol. O maior lucro coube à Localiza, do segmento de Aluguel de Carros, com R$ 659 milhões. Sob a ótica de geração de caixa medida pelo EBITDA, todas as companhias tiveram resultados positivos que totalizaram R$ 24 bilhões em 2018, alta de 8% em relação a 2017.

A dívida líquida do setor como um todo aumentou 14,41% em 2018 para R$ 124,3 bilhões. Entretanto, a alavancagem financeira medida pela sua relação com o EBITDA caiu 10,58% para 5,22 vezes, bem acima do limite de alerta. Seis companhias apresentaram em 2018 um grau de alavancagem em faixa de forte alerta, acima de 6 vezes. Foram elas: Arteris, JSL, Santos BRP, Cosan Log, Log-In e Azul.

Desempenho das Ações

Nesta seção vamos mostrar o desempenho das ações com negociação das companhias do setor no longo prazo (aproximadamente 5 anos), que auferiram os oito maiores lucros (acima de R$ 180 milhões) em 2018. Consideramos o intervalo desde 30/06/2014 até a data de fechamento de 22/05/2019, exceto para Azul PN (AZUL4) e Cosan Log ON (RLOG3), cujas séries iniciam em 30/06/2017 e 30/12/2014, respectivamente.

O desempenho em bolsa das ações das companhias do setor de Transporte e Logística, só não foi pior porque as companhias do segmento de Aluguel de Carros (Localiza e Locamerica) foram muito bem, as únicas que superaram o Ibovespa.

Locamerica ON (LCAM3) foi um “ponto fora da curva” (ATENÇÃO LEITOR!!), trazendo uma supervalorização de mais de 1.000%!! Se considerássemos uma carteira formada com ações das companhias do setor, o desempenho ficaria, sem ponderação, bem acima do Ibovespa. CCR, Ecorodovias, Rumo e JSL apresentaram variação negativa no período analisado. Confira a seguir a performance das ações das companhias com as cotações ajustadas da APLIGRAF.

Comentários Finais

As tendências em transporte de carga estão muito relacionadas à tecnologia. Quando um setor busca evolução, naturalmente, tudo ou a maior parte disso se relacionará com mudanças tecnológicas. Na área de transporte de carga não é diferente, as grandes empresas preparam novidades que mudarão de vez o setor.

Segundo estudos especializados publicados no site CargoX, quatro tendências em transporte de carga são esperadas para os próximos anos, a saber: Caminhões autônomos, Big data para transporte de carga, Robótica no transporte de cargas e Serviços que usam a tecnologia para atender de forma mais eficiente.

Se algum dia você se perguntou como os gestores de investimentos conseguem ser tão bem-sucedidos, procure saber quais são suas fontes de informação. SABE Intelligence é o benchmark que deve complementar suas fontes e ferramentas de análise para assegurar maior probabilidade de acerto nas decisões de investimentos em ações.

Assine agora o SABE Intelligence, o relatório que auxiliará você na montagem ou avaliação de uma carteira de ações alinhada ao seu perfil, oferecendo maiores chances de melhores retornos.

Por menos que R$1,00 (isso mesmo, um real !!!) por dia você terá em mãos a solução pioneira desenvolvida pela SABE | Inteligência em Ações da Bolsa, uma empresa que se dedica ao negócio de informações financeiras empresariais desde 1995.

SABE Intelligence


O SABE Alerta é apenas a “ponta de um iceberg” quando comparado ao acervo de informações que o Big Data SABE tem à disposição de investidores e gestores de investimentos em ações. São 120.000 demonstrações financeiras padronizadas de TODAS as companhias abertas desde 1994 que, junto com os preços de suas ações ajustadas dos últimos cinco anos permitem à nossa equipe elaborar relatórios técnicos com informações seguras para investidores e profissionais do mercado.

Acompanhe os artigos técnicos publicados no Blog SABE e conheça o SABE Intelligence, a maneira revolucionária de selecionar empresas com desempenho destacado com suporte da IA e tomar decisões de investimentos em ações com maior probabilidade de acerto.

Luiz Guilherme Dias
SABE | Inteligência em Ações da Bolsa

Comentários