Serviços Médico-Hospitalares: Lucros caem 15% no 1º Trim 2020!

SABE

notícias

voltar

Serviços Médico-Hospitalares: Lucros caem 15% no 1º Trim 2020!

12/06/2020

APRESENTAÇÃO

Os números que serão aqui apresentados foram gerados tendo como base as demonstrações financeiras das companhias abertas do Setor de Serviços Médico-Hospitalares listadas na B3, com o objetivo de medir o desempenho do setor no 1º Trimestre de 2020 em comparação com o mesmo período de 2019.

A análise focaliza quatro indicadores: Receitas Líquidas, Resultados Líquidos, Grau de Alavancagem (Dívida Líquida/EBITDA) e ROE (Retorno do Acionista).

A amostra contém 7 companhias do Setor que fazem parte do Banco de Dados SABE ©. As empresas Advanced-Dh, Dasa, Ihpardini e Nortcquimica ficaram fora do estudo por não terem publicado seus balanços até 8 de junho de 2020.

SETOR COMO UM TODO (1º Trim 2019 X 1º Trim 2020)

Em termos de variação nominal, as receitas líquidas cresceram 18% e os resultados líquidos (lucros/prejuízos) caíram 15%. A alavancagem financeira, medida pela relação dívida líquida/EBITDA, aumentou 27,5%, embora para nível inferior a 3 vezes, portanto fora de perigo. E, por último, o retorno do acionista (ROE) diminuiu 5,9 pontos percentuais.

No 1º Trim 2020 o maior lucro foi da Intermedica (R$ 160 milhões) seguido da Odontoprev (R$ 75 milhões); o maior prejuízo foi da Alliar (- R$ 20 milhões). O maior grau de endividamento anualizado foi da Ourofino com alavancagem de 11,5 vezes (!!) e o menor foi da Odontoprev com 0,1 vezes que, além disso, proporcionou o maior retorno (ROE) anualizado ao acionista no último trimestre de 25%.

A planilha abaixo ilustra a evolução dos indicadores do total das 7 Empresas do Setor, do 1º Trim 2019 para o 1º Trim 2020.


CONCLUSÃO

Em 2019 o Setor de Serviços Médico-Hospitalares como um todo composto de 11 companhias listadas em bolsa teve um desempenho inexpressivo com aumento nominal de 2,5% em seus resultados, mas com baixo grau de endividamento (2,7 vezes) e um ROE de 11%. No 1º trimestre de 2020 o desempenho do setor veio pior: queda de 15% nos resultados, aumento do nível de endividamento para 2,9 vezes e ROE anualizado de 10%.

O destaque no 1º Trim deste ano ficou com a Odontoprev (2º lugar em lucros), baixíssimo grau de alavancagem financeira e retorno do acionista liderando o setor (25%). Neste último quesito (ROE) o 2º lugar coube à Qualicorp (19%).

SABE Invest APP


TERMO DE RESPONSABILIDADE (DISCLAIMER)

A SABE não pretende nem se dispõe a ensinar/instruir como investir no mercado de ações nem, muito menos, quais e quando comprar/vender ações: para isso recomendamos consultar a sua Corretora. SABE é o suporte imprescindível para quem já atua neste mercado ou já tomou a decisão de nele participar.

O SABE Alerta é apenas a “ponta de um iceberg” quando comparado ao acervo de informações que o Big Data SABE tem à disposição de investidores e gestores de investimentos em ações: são 140.000 demonstrações financeiras padronizadas de TODAS as companhias abertas desde 1994 e os preços ajustados de suas ações dos últimos cinco anos.

SABE | Inteligência em Ações da Bolsa
Luiz Guilherme Dias


Quer monitorar GRATUITAMENTE o desempenho da sua carteira de ações?

Conheça nosso APP:

SABE Invest - Google Play  SABE Invest - App Store

Quem SABE, Investe!



Comentários