SARAIVA LIVREIROS: Vale mais de R$ 100 milhões em bolsa, mas não tem R$ 60 mil para fornecedor

SABE

notícias

voltar

SARAIVA LIVREIROS: Vale mais de R$ 100 milhões em bolsa, mas não tem R$ 60 mil para fornecedor

20/06/2018

Notícia publicada no O Globo de 19/Ago/2018, informa que um determinado fornecedor pede falência da livraria Saraiva por dívida de menos de R$ 60 mil. A Rede de livrarias diz que pedido é descabido. Entretanto, dados do SPC apontam para outros 312 títulos protestados que totalizam R$ 28,2 milhões em atraso. (Fonte: O Globo/EconomiaEm qualquer hipótese, percebe-se um problema de gestão quando uma companhia desse porte chega a esse nível de descontrole.

Confira a seguir os principais indicadores-chave (KPI SABE), dos últimos cinco anos e do 1T2018 da Saraiva Livreiros, calculados com base nos balanços consolidados do Big Data SABE:

·  Desempenho de 2013 a 2017 (5 anos)

Nos últimos cinco anos a Saraiva teve um desempenho bem fraco, considerando a taxa composta anual de crescimento (CAGR): quedas de 3,9% do patrimônio líquido, receitas com redução de 4,2% aa, queda expressiva de 31,0% do EBITDA, além dos prejuízos dos últimos dois anos; em 2017 o prejuízo consolidado foi de R$ 52 milhões.

Por outro lado, o grau de alavancagem financeira, na média dos cinco anos, medido pela relação dívida líquida/EBITDA foi bastante elevado, de 16,6 vezes. E o retorno médio do acionista no mesmo período foi menor que ZERO.

·  Desempenho do 1T2017 X 1T2018 (12 meses)

Na comparação dos números do último balanço publicado contra igual período de 2017, a Saraiva apresentou um desempenho um pouco melhor: o patrimônio líquido caiu 13,9%, mas as receitas subiram em termos nominais 13,3%, o EBITDA surpreendeu subindo 22% e o lucro ultrapassou R$ 1,3 milhões no 1T2018, caracterizando aumento de quase quatro vezes em relação ao pífio resultado de R$ 281 mil do mesmo período de 2017. A relação dívida líquida/EBITDA anualizada caiu para 9,2 vezes no 1T2018; no fim de 2017 estava em 16,6 vezes. O ROE (retorno do acionista) no 1T2018 está bem modesto (1,25%), mas subiu 1 ponto percentual em relação ao 1º trimestre de 2017.

Olhando agora o desempenho em bolsa da ação mais líquida, SARAIVA PN (SLED4), em relação ao IBOVESPA, constatamos uma coerência com o desempenho econômico da companhia nos últimos cinco anos: a ação da companhia ficou bem abaixo do índice no curto, médio e longo prazo.

A recuperação percebida nos números do último balanço publicado (1T2018) é irrisória quando percebemos que a companhia tem pela frente o desafio de uma enorme dívida líquida que ultrapassa R$ 900 milhões e que cresceu 23% em relação ao 1T2017. Em termos relativos, a Saraiva levaria 9 anos para quitar essa dívida, mantendo a sua capacidade de de geração de caixa, medida pelo EBITDA.

Promo SABE Intelligence

O SABE Alerta é apenas a “ponta de um iceberg” quando comparado ao acervo de informações que o Big Data SABE tem à disposição de investidores e gestores de investimentos em ações. São 120.000 demonstrações financeiras padronizadas de TODAS as companhias abertas desde 1994 que, junto com os preços de suas ações ajustadas dos últimos cinco anos permitem à nossa equipe elaborar relatórios técnicos com informações seguras para investidores e profissionais do mercado.

Acompanhe os artigos técnicos publicados no Blog SABE e conheça o SABE Intelligence, a maneira revolucionária de selecionar empresas saudáveis com a inteligência artificial e tomar decisões de investimentos em ações com maior probabilidade de acerto.

Luiz Guilherme Dias
SABE | Inteligência em Ações da Bolsa

Comentários