ELETROBRAS: privatização só com Plano “B”!

SABE

notícias

voltar

ELETROBRAS: privatização só com Plano “B”!

02/04/2018

"No Brasil, empresa privada é aquela que é controlada pelo governo, e empresa pública é aquela que ninguém controla"

Roberto Campos (1917-2001)

A expressão "empresa estatal" já abriga, por si só, um conflito, uma contradição, uma incoerência, porque se quisermos falar de uma empresa de verdade, definida — de acordo com a concepção da Escola Austríaca — como a aglutinação de fatores de produção com o fim de executar uma dada atividade empreendedora, ela não pode ser estatal. E, se considerarmos uma organização econômica constituída pelo estado para explorar a mesma atividade, essa organização pode ser qualquer outra coisa, mas nunca será uma empresa. (Fonte: Mises Brasil).

Confira a seguir os principais indicadores-chave (KPI SABE), dos últimos dois anos, da ELETROBRAS, extraídos dos balanços consolidados do Big Data SABE:

O desempenho econômico-financeiro da ELETROBRAS não deixa dúvidas que a única solução para o futuro da empresa é a privatização. Nos últimos cinco anos a companhia perdeu patrimônio líquido (em 2013 era R$61 bilhões, em 2017 passou para R$43 bilhões, uma perda de quase 30%), seu endividamento líquido aumentou 80% (em 2013 era R$67 bilhões, em 2017 passou para R$121 bilhões). A empresa só conseguiu dar lucro em 2016, por conta de resultados não recorrentes. Em 2017 voltou ao vermelho com prejuízo de R$1,7 bilhões.

Como se não bastasse, de 2016 para 2017, a ELETROBRAS teve um péssimo desempenho: queda de 3% do patrimônio líquido, redução de 38% de receitas e de 66% de geração de caixa medida pelo EBITDA, além do aumento de 2% do endividamento líquido, com a relação dívida/EBITDA alcançando quase 18 vezes em 2017.

Portanto essa gigante estatal destruidora de valor só trouxe prejuízo para seus stakeholders e a sociedade como um todo. De novo: por que não privatizar???

Mesmo sem ter fundamentos econômicos, as ações da ELETROBRAS tiveram uma ótima performance a partir do meio de 2016, devido à forte especulação por conta da expectativa de sua privatização. Veja a seguir como os papéis da companhia se valorizaram de Jun/2013 a Mar/2018, período em que o Ibovespa cresceu 76,74%:

·  ELETROBRAS ON (ELET3): valorização de 377,27;

·  ELETROBRAS PNB (ELET6): valorização de 244,29%.

Segundo noticiado pelo Canal Energia em 29/03/2018, o governo já pensa em um Plano “B” para tornar irreversível a privatização da ELETROBRAS caso o projeto de lei (PL) que trata do tema não avance no Congresso. A ideia é aprovar a emissão das ações na assembleia de acionistas, em Out/2018, para garantir que a operação possa ser concretizada até o início de 2019. Hoje, ela está amarrada à aprovação do PL no Congresso ainda no primeiro semestre. Cumprido este prazo, a previsão inicial é fazer o aumento de capital em Nov/2018. No entanto, o cenário já é considerado incerto pelos técnicos que estão participando das discussões. Há resistência de políticos à venda da empresa, o que coloca em risco uma receita de R$ 12 bilhões estimada pela equipe econômica.

Para driblar a situação, começou a ganhar força nos bastidores outra estratégia: pressionar o BNDES para entregar o mais rapidamente os estudos da modelagem da venda a fim de dar conforto aos acionistas para aprovar a emissão.

e-Book


Acompanhe os artigos técnicos publicados no Blog SABE e conheça o SABE Intelligence, a maneira revolucionária de selecionar empresas saudáveis com a inteligência artificial e tomar decisões de investimentos em ações com maior probabilidade de acerto.

Luiz Guilherme Dias
Equipe SABE Inteligência em Ações

Comentários

SABE Alerta

Assine e tenha acesso às melhores informações
para fundamentar suas decisões de investimentos em ações.