Aluguel de Carros – Resultados bons com aumento expressivo da dívida!

SABE

notícias

voltar

Aluguel de Carros – Resultados bons com aumento expressivo da dívida!

15/06/2018

As empresas de aluguel de veículos empregaram 80.378 pessoas no país em 2017, conforme o mais recente levantamento feito pela ABLA (Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis), a partir dos dados do CAGED e do RAIS. O número representa crescimento de 4,93% em relação ao total de 76.598 empregos diretos registrados pelo setor ao final de 2016.

Juntas, conforme as estatísticas de frota fornecidas para a ABLA pelo SERPRO, as 11.482 locadoras que atuam no Brasil têm o total de 709.033 automóveis e comerciais leves, o que representa uma média de 8,8 veículos por trabalhador nas empresas do setor. (Fonte: ABLA)

O segmento de Aluguel de Carros, parte do Setor de Transporte & Logística, é composto por seis companhias abertas com ações na bolsa. Segundo os números dos balanços de 1T2018, apenas a Ouro Verde deu prejuízo. O setor como um todo teve um lucro acumulado no 1T2017 de R$ 166 milhões contra um lucro acumulado no 1T2018 de R$ 231 milhões, crescimento de 39%.

Duas empresas detêm 71% das receitas: Localiza com 53% e Movida com 18%. O total das receitas no 1T2017 foi de R$ 2,8 bilhões contra R$ 3,4 bilhões no 1T2018, representando um aumento nominal de 23%. O maior crescimento em vendas no 1T2018 contra igual período em 2017 ficou com a Locamerica (+52%).

De modo geral, o desempenho como um todo das companhias abertas do Segmento de Aluguel de Carros foi bom em parte: receitas cresceram 23%, lucros subiram 39%, EBITDA aumentou 22%. Mas, o endividamento cresceu bastante: as dívidas líquidas subiram, em valor absoluto, quase 49% e alavancagem financeira medida pela relação anualizada dívida/EBITDA cresceu 22%, atingindo o nível de 4,06x no 1T2018. O ROE (retorno do acionista) anualizado ficou praticamente estável, na faixa de 14% no 1T2018.

·  Comparação do Desempenho do 1T2018 X 1T2017

A queda expressiva de receita foi da Maestroloc (-20%), a menor do segmento; os aumentos mais expressivos de vendas ficaram com: Locamerica (+52%), seguida de Localiza (+36%). Os aumentos expressivos de EBITDA acompanharam os das vendas: Locamerica (+58%), seguida de Localiza (+34%). Com relação às maiores variações de lucros, temos: Maestroloc (+91%) e Unidas (+80%).

Quanto ao endividamento, a única redução da dívida líquida foi da Ouro Verde (-10%); todas as demais companhias tiveram suas dívidas crescendo. Entretanto, sob a ótica do nível da relação anualizada dívida/EBITDA, os graus de alavancagem de todas as companhias subiram, com destaque para Locamerica (+41%), atingindo o nível de 4,51x no 1T2018.

·  Destaques Positivos e Negativos

Pela comparação dos números dos balanços do 1T2018 versus 1T2017, o destaque positivo é atribuído à Localiza pelo seu bom desempenho: crescimento da receita (+36%), dos lucros (+46%) e da geração de caixa medida pelo EBITDA (+34%). Além disso, a Localiza teve o menor grau de alavancagem financeira (3,66x) e a maior rentabilidade patrimonial (26%) do segmento.

O destaque negativo é atribuído à Ouro Verde, exclusivamente por conta de ter sido a única a ter prejuízo no 1T2018.

Promo SABE Intelligence


O SABE Alerta é apenas a “ponta de um iceberg” quando comparado ao acervo de informações que o Big Data SABE tem à disposição de investidores e gestores de investimentos em ações. São 120.000 demonstrações financeiras padronizadas de TODAS as companhias abertas desde 1994 que, junto com os preços de suas ações ajustadas dos últimos cinco anos permitem à nossa equipe elaborar relatórios técnicos com informações seguras para investidores e profissionais do mercado.

Acompanhe os artigos técnicos publicados no Blog SABE e conheça o SABE Intelligence, a maneira revolucionária de selecionar empresas saudáveis com a inteligência artificial e tomar decisões de investimentos em ações com maior probabilidade de acerto.

Luiz Guilherme Dias
SABE | Inteligência em Ações da Bolsa

Comentários