Afinal, bolsa é mesmo para o longo prazo?

SABE

notícias

voltar

Afinal, bolsa é mesmo para o longo prazo?

25/01/2018

Chamou nossa atenção um artigo publicado no dia 22/Jan/2018 no site MoneyTimes intitulado “Papo de Grana: E esse papo de que bolsa é pro longo prazo?” onde o autor discute a questão da importância do longo prazo para quem busca bons retornos.

Segundo a matéria, no curto prazo existe muito ruído, sobe e desce, mas no longo prazo o que realmente importa é se a economia está crescendo e as empresas estão faturando. É isso que faz com que o mercado tenha, no tal do longo prazo, uma tendência positiva. Para ilustrar o autor usa como exemplo um gráfico de evolução dos preços das ações da Apple que tal como a economia historicamente também se movimenta em ciclos. São ciclos de alta, com períodos de alta, mas que no longo prazo estão sempre formando degraus de uma escada que leva para o infinito. Por isso, historicamente as bolsas apresentam boa performance no decorrer dos anos.

O autor faz ainda uma recomendação: “Se seu pensamento e seus objetivos são de longo prazo, invista em ações. Elas trarão mais performance ao seu portfólio. Mas se o seu objetivo é de curto prazo ou então se você não tem estômago para aguentar os movimentos de baixa sem se desesperar, o mercado de ações não é a melhor opção para você”.

Concordamos plenamente com o pensamento exposto. Em nossos trabalhos diários, com o objetivo de encontrar ações de companhias que superam o Ibovespa, examinamos as empresas com visão de longo prazo buscando capturar toda a complexidade dos desafios, estratégias e oportunidades dos negócios avaliados, bem como dos ciclos econômicos. Confira no gráfico abaixo a valorização das Carteiras SABE Invest, especialmente no longo prazo:

As Carteiras SABE Invest foram criadas para diferentes perfis de investidores, segundo os padrões de mercado:

·  AGRESSIVO: investidor que busca maximizar seu potencial de ganho mesmo estando exposto a cenários de rendimento negativo; sugerimos a Carteira “Small Caps”.

·  MODERADO: investidor que aceita ganhos pontuais abaixo da inflação para buscar rendimentos maiores no longo prazo; sugerimos as Carteiras “Geradoras de Caixa” e “Sustentabilidade”.

·  CONSERVADOR: investidor que busca investimentos que lhe permitam algum ganho constante acima da inflação, ao longo do tempo; sugerimos a Carteira “Dividendos”.

Com efeito, observe que as valorizações das Carteiras “Geradoras de Caixa” e “Sustentabilidade” são as mais altas no longo prazo. Além disso, no curto e médio prazo a Carteira “Small Caps” atende sua finalidade. E, por último, a Carteira “Dividendos”, embora com menor valorização no longo prazo cumpre seu papel na medida em que supera de longe a inflação e, se considerarmos o reinvestimento dos dividendos e JSCP, aumenta a rentabilidade esperada. A planilha seguinte ilustra com mais clareza o nosso raciocínio.

O SABE Alerta é apenas a “ponta de um iceberg” quando comparado ao acervo de informações que o Big Data SABE tem à disposição de investidores e gestores de investimentos em ações. São 120.000 demonstrações financeiras padronizadas de TODAS as companhias abertas desde 1994 que, junto com os preços de suas ações ajustadas dos últimos cinco anos permitem à nossa equipe elaborar relatórios técnicos com informações seguras para profissionais do mercado e investidores individuais.

e-Book


Acompanhe os artigos técnicos publicados no Blog SABE e conheça o SABE Intelligence, a maneira revolucionária de selecionar empresas saudáveis com a inteligência artificial e tomar decisões de investimentos em ações com maior probabilidade de acerto.


Luiz Guilherme Dias
Equipe SABE inteligência em Ações

Comentários